Nair Theodora de Araújo

Atriz, livreira e com destacada atuação na Comunicada Negra, Nair Theodora de Araújo nasceu em 22 de junho de 1931, na cidade mineira de Dores da Indaiá, transferindo-se mais tarde com a família para São Paulo.

Tendo cursado o Normal, optou pelo estudo de canto lírico em conservatório musical e integrou os corais Corbi e da Igreja Metodista. À arte do canto aliou a de representar: participou da organização do Teatro Experimental do Negro de São Paulo, atuando no musical “O Cordão” e na peça “África”, dirigidas por Dalmo Ferreira. Integrou o elenco de Vereda da Salvação, sob a direção de Antunes Filho.A ascendente carreira teatral conduziu-a ao Teatro de Arena – onde atuou em plena fase áurea de criação e produção daquele teatro, na peça Arena conta Zumbi. Participou também da peça Os Ossos do Barão, dirigiu o Departamento Cultural da Associação Cultural do Negro, fundada por José Correia Leite, escreveu para o Clarim da Alvorada, jornal da entidade, sendo convidada para inúmeros debates no rádio e na televisão e para proferir palestras, sobre o negro, em universidades.

Tornou-se livreira, fazendo da Livraria Contexto, em São Paulo, ponto de encontro de amigos e intelectuais e onde as publicações sobre o negro podem, até hoje, ser encontradas. Escreveu poemas que permanecem ainda inéditos. Faleceu em 20 de maio de 1984.