Jurema Batista

Ativista, iniciou a militância no movimento social atuando no Morro do Andaraí, onde se tornou presidenta da Associação de Moradores do Andaraí, em 1979. Foi uma das fundadoras do Partido dos Trabalhadores no Rio de Janeiro, se elegendo três vezes como vereadora pelo PT a partir de 1992. Foi deputada estadual e , durante o mandato, presidiu a Comissão de Combate à Discriminação de Etnia, Religião e Procedência Nacional.

Foi uma das 1000 mulheres do mundo indicadas para ganhar o Nobel da Paz. Presidiu a Fundação para a Infância e Juventude (FIA) do governo do estado do Rio de Janeiro em 2017. Militante do Movimento Negro Unificado.

Entre seus projetos mais importantes como parlamentar estão: a gratuidade do  teste de DNA para famílias de baixa renda através da UERJ; o projeto de lei que cria o Dia de Lembrança do Holocausto, e o que mantém a Feira de Tradições Nordestinas em São Cristóvão.Também criou o projeto Rio Charme que permitiu a permanência do baile charme no Viaduto de Madureira, na Zona Norte do Rio de Janeiro, importante manifestação cultural negra do Rio de Janeiro. Autora da lei que garante 40% de negros na propaganda oficial do município e do Diploma Zumbi dos Palmares na Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro e do disque Discriminação.

 

Fonte: Facebook Jurema Batista Lotado