Criola
Projetos

Conheça os projetos de Criola

 

Mulheres Negras Fortalecidas

O projeto “Mulheres Negras Fortalecidas na Luta Contra o Racismo e Sexismo” realizado em parceria com Oxfam Brasil e apoio da Embaixada Britânica.

POR SUA CAUSA

Por sua Causa! Jovens e mulheres trans negras. Promovendo o autocuidado, autodefesa e segurança de ativistas negras.

Área de atuação:
Fortalecimento das Mulheres Negras. 


Criola,  tem promovido com o apoio do ELAS Fundo de Investimento Social o projeto Por Sua Causa! cujo objetivo é contribuir para a formação de uma rede informal que englobe mulheres negras (cis e trans) ativistas de diversas faixas etárias. A proposta é que o grupo atue de forma multiplicadora, aprendendo, ensinando e promovendo o autocuidado, a autodefesa e a segurança tanto do próprio grupo, quanto de outras mulheres negras.

Essa ação também conta com um conjunto de videoaulas, disponíveis no Curso Mulheres Negras Ensinando e Aprendendo, disponível na plataforma Multiversidade Criola.

Por Sua Causa! tem como público central as ativistas que residem no Rio de Janeiro e que possuem diversas inserções e formas de atuar no enfrentamento ao racismo e ao sexismo. Em uma conjuntura tão adversa quanto a que atuam, o projeto propõe a sensibilização e reflexão sobre os impactos do racismo e sexismo sobre suas atuações políticas, com especial atenção para o autocuidado e sobre as práticas de segurança, fomentando a formação e o intercâmbio intergeracional de experiências.

Realização: janeiro a outubro de 2019.

Justiça para as Mulheres Negras

O projeto Justiça para as “Mulheres Negras: enfrentamento da violência de gênero e racial” em parceria com Geledés Instituto da Mulher Negra e tem apoio Open Society Foundations.

Colectivamujeres

Programa de Cooperación con Población Afrodescendiente del Cono Sur em parceira com Colectivamujeres del Uruguay e apoio da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID).

Fórum de Justiça

Ponto de Cultura

O Ponto de Cultura Mulheres Negras na História tem como objetivos: organizar e disponibilizar o acervo bibliográfico e iconográfico da Biblioteca Gésia de Oliveira; realizar encontros de produção de conhecimento e reflexão sobre temas sobre as mulheres negras e a cultura afro-brasileira, editar e distribuir dois livros “Negras na História” de biografias de mulheres negras do Rio de Janeiro, publicar revista com informações sobre temas relacionadas a mulher negra e a cultura afrobrasileira.

Em 2016, o ponto de cultura lançou a primeira temporada da série “Mulheres Negras: ensinando e aprendendo”. Trata-se de uma série audiovisual com temáticas relacionadas ao universo das mulheres negras brasileiras com objetivo de promover o pensamento de mulheres que lidam em diferentes áreas, visibilizando o protagonismo das mulheres negras dentro da sociedade brasileira. A série está disponível em http://criola.org.br/multiversidade/.

Durante o evento de lançamento, por sugestão das participantes, foi realizada outra reunião para a construção de sugestões para a segunda temporada da série. O relatório com as propostas de temas e fontes está em anexo.

Ainda sobre o Ponto de Cultura Mulheres Negras na História, no primeiro semestre de 2017, haverá o lançamento do segundo livro de biografias de mulheres negras do Rio de Janeiro. Haverá também a organização e disponibilização do acervo digital da biblioteca digital Gésia de Oliveira, amplamente enriquecida com livros e produtos audiovisuais que registram parte do conhecimento e reflexão produzidos sobre (e pelas) mulheres negras na contemporaneidade.

Eu sou, porque nós somos 1

“Eu sou, porque nós somos 1”.Fortalecimento de estratégias coletivas de proteção e autocuidado para mulheres ativistas de maior risco no Brasil

Área de atuação: Fortalecimento das Mulheres Negras.

Em parceria com a Themis – Gênero Justiça e Direitos Humanos acontece o projeto “Eu sou, porque nós somos 1”. Fortalecimento de estratégias coletivas de proteção e autocuidado para mulheres ativistas de maior risco no Brasil. Trata-se de iniciativa voltada para fortalecer ativistas, submetidas a múltiplas formas de opressão, que estão no atual contexto político em maior risco. É através do fortalecimento pessoal e político de ativistas, organizações e coletivos que fortalecemos as atrizes que continuam trabalhando para minimizar os impactos da violência institucional, do crime organizado, da criminalização, da exclusão da cidadania e do poder de decisão. Para isso, desenvolvemos: um encontro nacional para o diálogo sobre proteção e autocuidado; e o desenvolvimento de ferramentas para documentar, denunciar e trazer proteção as ativistas em situação de ameaça e violência

Realização: agosto de 2018 a março de 2019

Grafitando por Direitos.

Grafitando por Direitos. Adolescentes, Jovens e Mulheres Negras Grafitando por Direitos Humanos, Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivo

Área de atuação: Fortalecimento das Mulheres Negras e Mobilização, Ação Política, Advocacy.

Criola em parceria Rede Nami com o apoio do Global Fund for Women estão à frente do projeto Adolescentes, Jovens e Mulheres Negras Grafitando por Direitos Humanos, Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos.

A ideia é contribuir para a garantia dos direitos humanos, direitos sexuais, dos direitos reprodutivos de adolescentes, jovens e mulheres negras face aos retrocessos promovidos pelos ataques conservadores contra esses direitos e a redução de políticas públicas de implementação e proteção desses direitos; bem como contra a criminalização e restrição ao seu direito de decidir.

Com uma linguagem direta, artística e envolvente, Grafitando Por Direitos é um projeto voltado para adolescentes, jovens e mulheres negras, em idade reprodutiva. Mobilizá-las é torná-las disponíveis para atuar em defesa dos direitos sexuais, reprodutivos e do direito à saúde das mulheres negras, frequentemente violado no Brasil.

Realização: junho de 2017 a julho de 2019.