Criola
Artigos, dissertações, teses

Os textos disponibilizados aqui para download resultam de reflexões e pesquisas produzidas em Criola.

Teses

  • O Samba Segundo as Ialodês: mulheres negras e cultura midiática
    Autora: Jurema Werneck
    Tese defendida no Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura da Universidade Federal do Rio de Janeiro.
    Ano: 2007
    Resumo: As mulheres negras são estereotipadas e subvalorizadas na historiografia do samba. Para fazer uma releitura da história que corrija esse viés, propõe-se a figura da ialodê, extraída da tradição afro-brasileira, como chave de leitura para deslocar os estereótipos das mulheres negras na historiografia e destacar sua ação protagônica no samba. O objetivo é compreender diferentes aspectos da participação das mulheres negras nesse campo da cultura midiática que é a música popular e o samba. Para tanto se analisam as disputas por hegemonia implícitas na historiografia da música popular e do samba; se apresenta uma biografia analítica de três sambistas negras (Leci Bandão, Alcione e Jovelina Pérola Negra); e se analisa a obra destas mulheres, a partir de aspectos de gênero e raça. Em conclusão, ao comparar o senso comum sobre o samba com uma leitura centrada na ialodê, desnaturalizam-se as versões correntes das origens do samba e de sua dinâmica na era da indústria cultural.
  • Brazilian Black Women’s NGOs and Their Struggles in the Area of Sexual and Reproductive Health: Experiences, Resistance, and Politics
    Autora: Sonia Beatriz dos Santos
    Tese defendida na Faculty of the Graduate School of The University of Texas at Austin
    Ano: 2008
    Resumo: A tese desenvolve uma análise social de organizações de mulheres negras brasileiras, com foco em seu ativismo político em torno de temas de saúde sexual e reprodutiva de mulheres negras. A pesquisa responde a duas questões principais: (1) qual tem sido a efetividade do trabalho político das ONGs de mulheres negras nas áreas de saúde sexual e reprodutiva no Brasil, particularmente em relação à redução dos efeitos da discriminação racial, de gênero e de classe; (2) quais são as contribuições destas ONGs para a formação do agenciamento das mulheres negras e sua organização coletiva nas comunidades.

  • As múltiplas facetas da interação entre pesquisa e o processo de formulação de política pública e ou intervenção em saúde pública
    Autora: Maria Aparecida de Assis Patroclo
    Tese apresentada com vistas à obtenção do título de Doutor em Ciências na área de Saúde Pública.
    Ano: 2011
    Resumo: O objetivo dessa tese foi elaborar ferramentas para integrar diferentes fases do processo de Gestão do Conhecimento que contribuam para a interação entre pesquisa e o processo de formulação da racionalidade de políticas públicas e ou intervenções em saúde pública. A interação entre pesquisa e política é um fenômeno complexo, interativo, iterativo e multifacetado. Seu estudo envolveu revisão bibliográfica para identificação e adoção de referencial para análise do processo de formulação de políticas públicas e para a seleção das dimensões relevantes do ambiente de tomada de decisão que o influenciam e o contingenciam; revisão realista, para identificar como os atores sociais envolvidos no processo de formulação de políticas interpretam e agem frente a fatores de influência e como a ação deles incide sobre o contexto determinando o sucesso ou o fracasso da interação entre pesquisa e política. Com os subsídios dessas revisões elaboramos um modelo teórico para representar a interação entre pesquisa e política e ou intervenção em saúde pública.

  • Outraged mothering: black women, racial violence, and the power of emotions in Rio de Janeiro’s African Diaspora
    Autora: Luciane O. Rocha
    Tese defendida na Faculty of the Graduate School of The University of Texas at Austin
    Ano: 2014
    Orientador: Edmund T. Gordon
    Resumo: A tese questiona se a maternidade negra é a recriação da sociabilidade negra na Diáspora Africana diante dos modos como o genocídio busca eliminar a existência negra. O trabalho defende uma perspectiva para a Diáspora Africana, como atos de criação, cuidado, resistência e recuperação, que tem na maternidade negra uma alternativa para as práticas genocidas.

Vídeos
Criola reúne aqui vídeos próprios ou de [email protected] relacionados aos temas que a instituição trabalha.

  • Mulheres negras participando na construção de seus direitos
  • Documentário institucional para a ONG Criola, que luta pela defesa dos direitos das mulheres negras no Brasil. Rio de Janeiro, junho de 2010.

E-book

Dados Consolidados

  • Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA)
  • Gênero em Números