Criola
Atuação

Estamos dedicadas a cobrar, monitorar e defender os direitos das mulheres negras, especialmente o direito à saúde, o acesso à justiça e à equidade de gênero, raça e orientação sexual.

Nossa luta se reflete nos seguintes pilares:

  • Ação política e mobilização social:
    • Produção de estudos, pesquisas e análises sobre as condições de vida das mulheres negras para a mobilização da sociedade.
    • Assessoria técnica para instituições públicas e privadas, visando influenciar suas políticas de diversidade.
    • Monitoramento das políticas voltadas às mulheres negras.
    • Promoção de ação política junto às instituições públicas e privadas, bem como articulação com outros setores da sociedade engajados na luta por direitos.
  • Conhecimento e formação:
    • Cursos e encontros voltados para a ação política e para ampliação do conhecimento e fortalecimento das habilidades das mulheres negras e públicos de interesse.
    • Campanhas de mobilização, publicações e eventos.

POLÍTICA DE SALVAGUARDA:

Criola assume publicamente seu compromisso com a proteção do público em situação de vulnerabilidade envolvido em seus projetos e ações contra danos causados por suas colaboradoras. Para proteger essas meninas, adolescentes e mulheres negras cis e trans em situação de vulnerabilidade, Criola compromete-se a:

  1. Respeitar todas as pessoas igualmente, sem qualquer distinção de raça, sexo, religião, cor, origem nacional ou étnica, língua, estado civil, orientação sexual, idade, condição socioeconômica, deficiência, convicção política ou qualquer outra característica diferenciadora que provoque exclusão.
  2. Não tolerar nenhuma conduta que cause ou venha a causar danos às pessoas em situação de vulnerabilidade. E adotará, para isso, todas as medidas ao seu alcance para evitar, no âmbito de qualquer de seus programas, projetos e ações, a ocorrência de danos às meninas, adolescentes e mulheres cis e trans em situação de vulnerabilidade.
  3. Estimular a comunicação de qualquer suspeita de dano decorrente da atuação da Instituição ou de seus colaboradores, apurando-a e tomando as providências necessárias para reparar as vítimas, punir os responsáveis e evitar que episódios semelhantes voltem a ocorrer.

Acesse aqui nossa Política de Salvaguarda.