Criola

Destaque | Notícias - 26/set/2017

2ª Virada pela Legalização do Aborto

Descrição da imagem - com Viviane Gomes

Share on FacebookGoogle+Tweet about this on TwitterEmail to someone

Uma semana antes do dia 28 de setembro, dia de luta pela descriminalização do aborto na América Latina e Caribenha, as brasileiras acompanharam atentas o avanço da proposta de Emenda à Constituição 181/2015.

A proposta quer ampliar o tempo da licença maternidade para os nascimentos prematuros. A medida parece positiva, mas um olhar atento nos mostra que, na realidade, a proposta se concentra em criminalizar todo e qualquer tipo de aborto, inclusive os casos que, atualmente, são considerados legais. Com isso, mulheres que sofreram estupro, têm vida em risco ou geram feto anencéfalo não terão o amparo da lei para interromper a gestação. No meio dessa forte agenda de mobilização para conter a progressão da ala conservadora do Congresso Nacional, foi lançada a programação da 2ª Virada Feminista pela Legalização do Aborto.

Essa edição traz a hastag #PrecisamosFalarSobreAborto24h e acontecerá no Facebook durante todo o dia 27 de setembro, véspera do dia de luta pela descriminalização do aborto na América Latina e Caribenha. O primeiro vídeo será transmitido ao vivo às 00:00 do dia 27/09, mas a programação começa às 23:30 do dia 26/09 com um vídeo gravado por Sônia Correa, com uma fala dela sobre panorama do aborto no mundo. Acompanhe pelo link: https://www.facebook.com/events/124332984890811/?ti=as.

Com informações da Revista Fórum

Confira a programação

Programação completa da 2ª Virada Pela Legalização do Aborto

Dia 26 de setembro
23:30 Sonia Correa – Abertura da 2ª Virada: Um panorama do aborto no Mundo. (video gravado, disponibilizado no horário)

Dia 27 de setembro
00:00h – Sônia Coelho, Marcha Mundial das Mulheres. “Como foi construída essa data de luta: A origem do 28 de Setembro”.
(a definir)

00:30h – Clair Castilhos, Rede Feminista de Saúde, Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos de MG “Aborto como um problema de saúde pública.”
Acesse: https://goo.gl/SUH4XF

01:00 – Graça Samo, Marcha Mundial dasl Mulheres de Moçambique.
(a definir)

01:30h – Coletivo de mães feministas – Ranusia Alves com Débora Aguiar e Raphaela Santiago: “A maternidade deve ser uma escolha, não uma imposição social que a considera como único destino à mulher”
Acesse: https://goo.gl/ucwcVb

02:00h – Daiany Dantas, “A representação do aborto no cinema nacional.”
Acesse: https://goo.gl/ESdhKh

3:30h – Flávia Simas, do Ativismo de Sofá. “Aborto na Irlanda, luta contra a criminalização e conservadorismo: comparativos com o Brasil.”
Acesse: https://goo.gl/d93uvw

04h00h – Simone Alves, Coletivo Do Calafate – Feminismo popular e a questão do aborto, experiências do Coletivo de Mulheres do Calafate em Salvador, Bahia.
Acesse: https://goo.gl/zu3Lk5

04h30h – Leticia Alves do Zine Útero Livre – “Útero Livre: experiências de uma zine latina americana pelo direito a informação sobre aborto”
Acesse: https://goo.gl/vgXPCG

05h30 – Anna Beatriz Pouza dos Anjos, Agência Pública. “A experiência de um jornalismo pró-legalização do aborto: como desvendou os argumentos falsos que sustentavam o projeto de lei (PL) 1.465/2013 no DF”.
Acesse: https://goo.gl/c5LrKc

06:00h – Paula Viana, Grupo Curumim. “Violência obstétrica na assistência à mulher em situação de abortamento”.
Acesse: https://goo.gl/cMhrAd

06:30h – Clara Averbuck – (a definir)
Acesse: https://www.facebook.com/averbuck

07:00h – Jacira Melo, Agência Patrícia Galvão. “Análise de mídia: como o aborto é noticiado na grande imprensa?”
Acesse: https://goo.gl/njahBh

07:30h – Juneia Batista, Setorial de Mulheres da CUT. “Enfrentamento ao Congresso Nacional – Mulheres contra os Projetos de Lei”
Acesse: https://goo.gl/uE7TDg

08:00h – Schuma Schumaher 28 de setembro: Um apanhado histórico da campanha Latino Americana e Caribenha de 1993 até a atualidade.
Acesse: https://goo.gl/5xmbDT

08:30h – Bianca Cardoso, Blogueiras feministas “As recentes experiências de legalização em Portugal e Uruguai e o que poderia acontecer no brasil”
Acesse: https://goo.gl/7ev2sW

09:00h – (em Espanhol) Socorristas en Red, Ruth Revuelta. La Revuelta Colectiva Feminista “La gesta de abortar y de acompañar abortos: la experiencia de Socorristas en Red de Argentina. Las decisión política de acompañar abortos con medicamentos y de construcción de Socorristas en Red. El devenir de la Red y la potencia de los activismos feministas de acción directa.”
Acesse: https://goo.gl/zjELBK

09:30h – Rede Feminista de Juristas, Mari Serrano. “Bissexualidade, apagamento e controle jurídico sobre o corpo da mulher”
Acesse: https://goo.gl/EKDXju

10:00h – Silvia Camurça, SOS Corpo – Instituto Feminista para a Democracia. “Aborto como insubordinação das Mulheres – Diálogos sobre o conceito de autonomia e autodeterminação reprodutiva”
Acesse: https://goo.gl/jSMYMj

10:30h – Dep. Érika Kokay PT/DF “Retrocessos nos direitos sexuais e reprodutivos no legislativo nacional”.
Acesse: https://goo.gl/RYRMy4

11:00h – Romi Márcia Bencke – “Direitos humanos, autonomia, laicidade e feminismo”.
Acesse: https://goo.gl/fiAjXQ

11:30h – Joanna Burigo, Casa da Mãe Joanna. ‘Bendito seja o fruto’: controle institucional dos corpos das mulheres e aborto como direito. Partindo das discussões suscitadas pela mais recente edição do livro ‘O Conto da Aia’, de Margaret Atwood, na forma de uma premiada série televisiva, este live abordará a ascensão de discursos conservadores e o impacto deles nos nossos direitos reprodutivos.
Acesse: https://goo.gl/Sysa5n

12:00h – Valdecir Nascimento, Odara – Instituto da Mulher Negra “Diversos olhares sobre a liberdade de se fazer o que quiser com o próprio corpo”.
Acesse: https://goo.gl/feBHy6

12:00h / 12:30h – Luciana Boiteux ADPF 442: pela descriminalização do aborto e pela vida das mulheres.
Acesse: https://goo.gl/inq72C

13:00h – Camila Giugliani. “Serviços de Aborto Legal no Brasil a partir da perspectiva médica.”
Acesse: https://goo.gl/H8CeCD

13:30h – Héloïse Prévost et Auréline Cardoso. “Ataques e obstáculos ao direito de aborto na França”.
Acesse: https://goo.gl/CV3X6N

14:00h – Dra Melania Amorim. “Aborto e Direitos Reprodutivos. O papel do profissional de saúde para promover redução de danos.”
Acesse: https://goo.gl/Y2rKyX

14:30h – Marielle Franco, PSOL. Como fazer valer o aborto legal na cidade.
Acesse: https://goo.gl/6rQy92

15:00h – (em Espanhol) Lilian Celiberti, Cotidiano Mujer (Uruguai) A luta do movimento feminista pela Legalização do Aborto no Uruguai.
Acesse: https://goo.gl/nbfbr9

15:00h – Eleutéria Amora, Camtra Casa da Mulher Trabalhadora. Comentando o Dossiê dos Retrocessos
Acesse: https://goo.gl/D5fBQT

15:30h – evante Popular da Juventude. Juventude, Aborto e Direitos Sexuais e Reprodutivos.
(a definir)

16:00h – Lady’s Comics e Carol Rossetti: Aborto e quadrinhos.
Acesse: https://goo.gl/bC56vb

16:30h – Carolina de Assis Vitória Régia da Silva da Gênero e Número “Leis e dados sobre aborto na América Latina: avanços e retrocessos”
Acesse: https://goo.gl/oMkmDT

17:00h – Marília Moschkovich – Projeto “TamoJunta”
Acesse: https://goo.gl/MpsdY8

17:30h – Paula Gonzaga, Doutoranda em Psicologia Social na Universidade Federal de Minas Gerais. “Aborto seguro e escuta feminista”.
Acesse: https://goo.gl/DdDmvL

18:00h – Think Olga “A importância da informação na luta por um aborto seguro”
Acesse: https://goo.gl/qzHNuL

18:00h – (em Espanhol) Cecília Palmeiro Ni una menos. “Feminismo internacionalista: Ni Una A Menos e a luta pela legalização do aborto na América Latina.”
Acesse: https://goo.gl/XKPEX8

18:30h – (em Espanhol) Susana Chavez, peruana do Centro de Promoción y Defensa de los Derechos Sexuales y Reproductivos PROMSEX e secretária executiva da CLACAI.
Acesse: https://goo.gl/A2FQ5c

18:30h – Eleonora Menicucci. “Por que não avança o direito a discriminalização do aborto no Brasil?”
Acesse: https://goo.gl/vbRtA3

19:00h – (em Espanhol) Celeste Mac Dougall “#GritoGlobal por el #AbortoLegal en Argentina”
(a definir)

19:00h – Católicas Direito de Decidir. Uma conversa sobre aborto e Estado Laico, com Gisele Pereira, coordenadora de Católicas.
Acesse: https://goo.gl/nkTfYo

19:30h – Portal Catarinas. “O estigma do aborto sobre a vida das mulheres e a relação do silêncio com o fortalecimento do discurso criminalizante.” – Paula Guimarães entrevista a pesquisadora Flávia de Mattos Motta, autora do livro “Sonoro Silêncio: história e etnografia do aborto”.
Acesse: https://goo.gl/v8BnDa

20:00h – Marta Giani.l “O impacto da ilegalidade na saúde mental e a vivência no grupo de mulheres ribeirinhas da floresta”.
Acesse: https://goo.gl/DQBhZC

20:30h – Tathi Nicacia, Rede Nacional de Feministas Antiproibicionistas. “Antiproibicionismo é uma questão feminista. Os efeitos do proibicionismo no corpo das mulheres. ”
Acesse: https://goo.gl/Db2txh

21:00h – Winnie Bueno, Canal Preta Expressa. Aborto legal para a emancipação das negras jovens.
Acesse: https://goo.gl/Lxhbth

21:30h – Antonia Pellegrino Agora É que São Elas. A escolha pela maternidade é uma escolha de cuidado
Acesse: https://goo.gl/Ttrq4P

22:00h – Silvia Badim (UNB) “Direito ao aborto e o retrocesso social”
Acesse: https://goo.gl/ZHy1Sy

22:30h – (em Espanhol) Ana Cristina Gonzalez (Colômbia) “La Mesa Por La Vida y La Salud de Las Mujeres. Objecion de consciência.”
(a definir)

22:30h – Ana Teresa Derraik – ginecologista, obstetra e diretora da clínica do Hospital da Mulher Heloneida Studart. “Legalizar para que não precise acontecer”
Acesse: https://goo.gl/FdZZQz

23:00h – Cris Nascimento, Loucas da Pedra Lilás. “Arte e política: Artivismo e intervenção urbana na luta contra o aborto”
(a definir)

23:30 – Débora Diniz. Anis – Instituto de Bioética. “Campanha Vou contar”.
Acesse: https://goo.gl/G1Ug85

28 de setembro
00:00h – Emanuelle Goes – “Racismo, aborto e justiça reprodutiva: Pela vida das mulheres negras”
Acesse: https://goo.gl/fRM6WB

Acesse: https://www.facebook.com/events/124332984890811/?ti=as