Criola

Notícias - 18/mar/2018

Criola pede justiça para Marielle no programa Globo Comunidade RJ

Neste domingo, 18 de março, Mônica Cunha, integrante de Criola participou do programa Globo Comunidade RJ (TV Globo).  Como mulher, mãe, negra e ativista na ONG que há 25 anos é referência dentro e fora do Brasil, Mônica debateu com Andreza Jorge (Casa Mulheres da Maré) e Marcus Faustini (Redes para Juventude) sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco, ocorrido no último dia 14 deste mês.

“Marielle deixava muito claro em sua fala: sou mulher negra, sou favelada e luto por direitos humanos”, ponderou Mônica. Uma voz que não será calada e por quem pedimos justiça. O programa reforçou, ainda, os altos índices de violência no país, especialmente contra mulheres negras e as entrevistadas ressaltaram que a impunidade não pode persistir nesses casos.

A voz de Marielle Franco não foi silenciada, ela é a nossa voz. Vamos resistir e, como Mônica lembrou, “todas as mulheres são Marielle neste momento, principalmente as mulheres negras”. Seguiremos na luta

Assista aqui ao programa na íntegra.