Criola

Notícias - 23/abr/2021

Criola realiza formação em parceria com a Rede de Mulheres Negras – RJ

O movimento de mulheres negras no Rio de Janeiro agora conta com mais uma iniciativa para o fortalecimento de ativistas. O recém-lançado Centro de Formação de Mulheres Negras Maria Firmina dos Reis começou a oferecer cursos de atualização e capacitação sobre o debate contra o racismo e o sexismo, com aulas ministradas por diversas especialistas. O centro é uma iniciativa da Rede de Mulheres Negras-RJ, coordenado por Rosalia Lemos, Doutora em Política Social e professora do Intituto Federal do Rio de Janeiro – IFRJ.

Por sua experiência com a Rede de Ciberativistas e as ações desenvolvidas sobre o tema — como vídeos, podcasts, minicursos –, Criola foi convidada a corealizar o primeiro módulo do curso “O mundo virtual em Tempos de Pandemia”. Para o desenvolvimento do currículo e metodologia dos oito encontros, a equipe Criola contou também com integrantes da Conexão Malunga (@malungaconexao). As aulas irão abordar temas como ciberativismo, ataques cibernéticos e segurança digital – questões cada vez mais relevantes no atual contexto de violência política contra ativistas de direitos humanos.

Com participação de Lúcia Xavier, coordenadora geral de Criola, a aula inaugural (22/04) abordou a história das tecnologias digitais da informação e comunicação, e teve ainda participação da blogueira Charô Nunes, pioneira na Internet no Brasil e coordenadora da plataforma Blogueiras Negras.

Os encontros do Módulo 1 acontecerão quartas e sábados, nos meses de abril e maio, e serão mediados por Criola e Conexão Malunga.

As inscrições para o primeiro curso estão encerradas. Para acompanhar outras iniciativas, acesse http://rededemulheresnegrasrj.org/.