Criola

Notícias - 06/nov/2020

Nota de Repúdio ao Decreto 10.531/2020

A Frente Nacional contra a criminalização das Mulheres e pela legalização do aborto ALERTA sobre as graves consequências dessa estratégia de desmonte de direitos e retrocessos para a saúde e a vida das mulheres e meninas. Denunciamos a violação do princípio do Estado laico.

O governo assume postura autoritária e fundamentalista, se pauta pela promoção da mentira, desconsiderando a realidade que cerca a vida de mulheres e meninas nesse país, como forma de controlar nossos corpos e negar o acesso ao aborto legal.

Repudiamos a cultura do estupro e a tolerância de parte da sociedade e do sistema de justiça com os estupradores, em flagrante desrespeito aos direitos sexuais e aos direitos reprodutivos de meninas e mulheres no país.

Os movimentos de mulheres e feministas do Brasil sustentam há anos uma luta incessante em defesa de conquistas democráticas e em defesa da autonomia reprodutiva.

Chamamos a sociedade brasileira a manifestar-se contra essa arbitrariedade.

Acesse a íntegra da Nota de Repúdio.