Criola

Notícias - 10/mar/2022

Sistema de Justiça é a pauta de Criola na programação dos 21 Dias de Ativismo contra o Racismo

Criola fortalece a agenda dos 21 Dias de Ativismo contra o Racismo com duas atividades sobre o Sistema de Justiça. Os encontros darão voz aos diferentes modos das mulheres negras jovens cis e trans compreenderem e vivenciarem o racismo no Sistema, além de propor novas estratégias de enfrentamento ao problema.

 

A programação de Criola na ação inicia com a Oficina “Estratégias de enfrentamento ao racismo patriarcal cisheteronormativo e o Sistema de Justiça”, nesta sexta-feira (11/03), às 18h. A oficina será no formato virtual e fechada para as pessoas inscritas. Clique aqui e garanta sua vaga!

A atividade contará com as presenças de:

Mirtes Renata, mãe do menino Miguel. Estudante de Direito da Uninassau, também atua como assessora de Projetos na Afroresitance e do grupo Curumim Gestação e parto. É ativista da Articulação Negra de Pernambuco. Foi homenageada no “Prêmio Viva” da Revista Marie Clair 2020, ganhadora do Prêmio “Faz diferença”  do Jornal Globo da Categoria Diversidade e homenageada “Heroínas de Tejucupapo 2021- pela OAB-PE. Escolhida entre as pessoas negras mais influentes da Lusofia revista eletrônica Bantumem 2021.

Neon Cunha, mulher negra, ameríndia e transgênera. Uma das maiores vozes da despatologização das identidades trans no Brasil. E a primeira mulher trans a denunciar presencialmente violências na OEA. Tem integrado diversas iniciativas e espaços como ativista independente , dentre elas a Marcha das Mulheres Negras e como patrona da Casa Neon Cunha, no ABC Paulista.

Fernanda Vieira de Oliveira é advogada popular criminalista. Fundadora do Coletivo Margarida Alves e da Assessoria Popular Maria Felipa, em que coordena o projeto Solta Minha Mãe. É articuladora da Frente Estadual pelo Desencarceramento e da Agenda Nacional pelo Desencarceramento, em Minas Gerais, onde também atua como advogada parceira da Associação de Amigos e Familiares de Pessoas em Privação de Liberdade.

Ana Paula Oliveira é pedagoga, co-fundadora e coordenadora do Movimento Mães de Manguinhos, integrante do Fórum Social de Manguinhos e pesquisadora do Laboratório Territorial de Manguinhos da Fiocruz.

A mediação fica por conta das Criolas, Lúcia Xavier e Luana Vieira.

 

No dia 18/03 (sexta-feira), às 19h, acontece a live “Enfrentando o Racismo no Sistema de Justiça”, que irá analisar as estruturas racistas do Estado Brasileiro e retomar estratégias possíveis frente a este cenário. O debate será transmitido pelo Youtube e Facebook de Criola. Inscreva-se para ser alertade sobre o início da atividade.

Participam:

Thula Pires, professora de Direito e coordenadora do NIREMA/PUC-Rio;

Felipe da Silva Freitas, diretor da Plataforma Justa, pesquisador do IDP e da Universidade Estadual de Feira de Santana;

Dina Alves, advogada, doutora em Ciências Sociais, atriz e pesquisadora.

Lúcia Xavier, coordenadora geral de Criola, fará a abertura das atividades.

Inscreva-se e não perca nenhuma das atividades de Criola nos 21 Dias de Ativismo Contra o Racismo!

 

Saiba mais sobre a ação:

Os “21 Dias de Ativismo Contra o Racismo” trazem uma série de eventos organizados de forma autônoma pela passagem do dia 21 de março – Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial. A data foi estabelecida pela ONU em referência ao massacre de Shaperville, em 1960, durante o regime racista do Apartheid, na África do Sul, quando 69 ativistas que protestavam de forma pacífica foram assassinados. Realizado desde 2017, o evento “21 Dias de Ativismo Contra o Racismo” se propõe a manter vivas as conquistas históricas e atuais do movimento negro, além de ampliar as discussões sobre o que ainda é necessário avançar.